Sunday, April 15, 2007

"A nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados epotestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes".
(Efésios 6:12)

Estive no DF nos dias 10, 11 e 12 de abril, graças ao nosso bom Deus, queprovidenciou para mim o patrocínio das igrejas: Presbiteriana Betânia deIcaraí- RJ (minha igreja) e igrejas associadas à VINACC - PB e oferta daSegunda IgrejaBatista em Itaperuna - RJ, por ocasião da realização de um trabalho especial na semana da Páscoa.

....
acontecerá na terça e quinta-feira, a reunião do grupo de Estudos para a discussão do PLC122/2006 que prevê penas de prisão para a "homofobia" - termo utilizadopelos ativistas do movimento pró-homossexualismo para todo e qualquercomportamento que eles entenderem como aversão aos que vivenciam ahomossexualidade.

O objetivo desta viagem foi conversar com os Senadores e Deputados Federais sobre o PLC 122/2006, mas acabei sendo surpreendida e estimulada a também adiscursar sobre o ABORTO, tema da ordem do dia na Câmara dos Deputados.

Embora não tenha oportunidade de acompanhar profundamente a questão doaborto, tive a oportunidade de participar de um programa na TV GÊNESIS(ligada à Igreja Sara Nossa Terra) e enfatizei a necessidade de realizarmostrabalhos preventivos contra a LIBERAÇÃO SEXUAL no Brasil, que é o queparece ser uma das causas do que está por trás do aborto e homossexualismo.

A questão do aborto pode parecer um tema diferente do homossexualismo, mas são os mesmos movimentos sociais envolvidos com os dois temas: movimentopró-homossexualismo, feminista, revolução científica, satanistas esimpatizantes - todos do denominado movimento da desconstrução social'queer'.

Nos manifestos sobre um tema ou outro, estes movimentos sociais levantam as suas bandeiras juntos. Durante estes dias no DF, fui recebida pelos Senadores Magno Malta, que me abriu portas para o encontro com a Senadora Fátima Cleide, relatora doPLC 122/2006. Também conversei, brevemente, com o Senador Marcelo Crivela e mais longamente com o seu assessor.

Também me reuni com diversosDeputados Federais da frente parlamentar evangélica e pró-família, dentre eles: Henrique Afonso (faz parte do grupo de trabalho na Comissão deDireitos Humanos do Senado sobre o PLC 122/2006), também com os DeputadosRodovalho, Manoel Ferreira, assessores e funcionários da casa. Também mereuni com o Senhor Geter, da liderança do PT, que também faz parte do grupode trabalho da Comissão de Direitos Humanos do Senado.

Os ativistas do movimento pró-homossexualismo têm perseguido o DeputadoHenrique Afonso e já acionaram o PT para que expulse este Deputado porque tem a corajosa posição de se colocar contra o PLC 122/2006. O clima que envolve o Deputado Henrique Afonso é tenso, ameaçador, por parteda liderança do PT. Há pressões de todos os lados para que desista dos seus posicionamentos contra o PLC122/2006, inclusive com a ameaça de expulsão do PT e conseqüente perda do mandato.

Observei que a perseguição é uma realidade negada por alguns observadores de longe que acusam de paranóia os que constatam tal realidade. Tive a oportunidade de ouvir relatos de pessoas que, por manterem a posição de defensoras da família, em algumas ocasiões, sofreram ameaças diversas, inclusive de morte!

Neste momento delicado, devemos sustentar em oração, não só o Deputado Henrique Afonso, que se mostra tranqüilo e seguro quanto aos seus posicionamentos. Devemos orar por toda bancada evangélica, especialmente pelo líderes das grandes denominações tais como o Deputado Rodovalho, que parece também afetado por este clima de pressão terrorista.

Devemos orar peloDeputado Manoel Ferreira, para que Deus mantenha a sua saúde, vigor e vontade de fazer a vontade de Deus na Câmara. Parece que está claro para ele que este não é o lugar mais confortável para estar, mas mostra disposição em colocar a sua vida diante de Deus para fazer a Sua vontade! Muito me emocionou vê-lo ler um jornal de uma matéria em que combatia um dos PLs desconstrutivistas que envolvia o tema células tronco, e após ler o versículo bíblico que relatava que Deus nos formou no ventre de nossas mães, emocionou-se! Pareceu-me um homem sensível ao que procede de Deus e firme em seus pronunciamentos. Estive vendo ele discursando na Câmara.

Não me parece fácil estar na Câmara e Senado. Devemos abandonar os estereóticos negativos acerca dos políticos e orarmos por eles e pelo Brasil.

Chamou-me a atenção o fato de existirem ex Deputados e ex funcionários que não estão sendo mais assalariados pela casa, mas continuam a missão de apoiar os companheiros eleitos e empregados, com o objetivo de fortalecer a bancada evangélica e a pró-família, esta última composta por católicos, protestantes e todos os que não estão de acordo os Projetos deLeis do movimento desconstrutivista-'queer'. Na bancada pró-família já são mais de 200 integrantes!

Foram estes funcionários que, em nome da bancada evangélica e pró-família, acompanharam-me na peregrinação destes três dias na Câmara e Senado fazendo-me chegar aos parlamentares que eu desejava conversar. Senti-me muito acolhida por estes irmãos queridos! Que Deus abençoe as suas vidas!

Durante a minha peregrinação na Câmara e Senado também participei de um culto que acontece todas as quartas-feiras pela manhã! Também me disseram que existem momentos de reuniões de oração. Muito me alegrou ver homens comprometidos com Deus e defensores dos princípios cristãos!

Tivemos a oportunidade de nos reunirmos com com líderes da instituição católica Pró-Vida Família, e nos demos conta de que devemos priorizar os manifestos contra o ABORTO, que estaremos divulgando em outra mensagem, mas esta semana devemos investir no HOMOSSEXUALISMO, pois, nos dias 17 e 19 de abril a CDH - Comissão de Direitos Humanos eLegislação Participativa estará reunida no Senado para discutir oPLC 122/2006.

...
OBSERVAÇÕES:O que tem sensibilizado a relatora do PLC 122/2006 são os relatos dos ativistas desconstrucionistas que se colocam na posição de vítimas sociais, como se fossem os únicos humanos violentados neste mundo violento.

A relatora, Senadora Fátima Cleide, já teve uma pessoa amiga que vivenciava ahomossexualidade, morta violentamente e este fato deixa-a muito sensível a este tema. Ela foi atenciosa para comigo, mas estava de saída para o Rio para ir a um evento sobre violência contra pessoas que vivenciam a homossexualidade. Eles têm uma grande capacidade de envolver os parlamentares, levando-os a pensar que ninguém mais sofre crimes bárbaros, só os que vivenciam a homossexualidade. Reconheço a violência contra a pessoa que vivencia a homossexualidade, mas também não podemos ser ingênuos de ver o uso que fazem destas estatísticas de violência contra eles, que precisam também ser questionadas, pois o pesquisador não pode trabalhar em causa própria.

NOSSAS AÇÕES NA CÂMARA E SENADO:
Embora tenhamos uma bancada evangélica e pró-família atenta ao que está acontecendo, verifiquei que os nossos e-mails, telefonemas e faxes fazem diferença, mas devemos estar em Brasília também, alertando-os quanto às sutilezas do movimento desconstrutor 'queer'. De qualquer forma, devemos continuar os nossos manifestos esta semana. Enviem e-mails, telefonem para os Senadores da Comissão de Direitos Humanos, especialmente a Senadora Fátima Cleide.

...
A LEI NÃORETROAGE.
Temos que agir agora e não temer, pois a lei ainda não foi aprovada!

...

Um abraço e a paz.
Rozangela

3 comments:

cido said...

como vc é preconceituosa nunk pensei na minha vida ver uma pessoa que se diz devota a deus com uma postura tao enojadora na minha vida...acho que por vc vivencia o heterosexualismo sua vivencia com o mundo é melhor que um homossexual....como podem haver pessoas com tanto preconceito isso é ridiculo...daqui a poko preconceito vai ser permitido conta negros, indios e tuido que seja diferente

Carlos said...

Quero parabenizar o Movimento de Apoio pelo trabalho pela cidadania, moral, ética e igualdade social. O PLC 122, também conhecido como "Lei da Mordaça" é uma ameaça ao direito de expressão e um afronto à família. Nós não somos contra as pessoas que dizem ser homossexuais, somos contra a pratica pecaminosa e antinatural do homossexualismo. Mas graças a Deus, muitos ex-homossexuais foram libertos e hoje são homens e mulheres de família.

Filipe said...

Deus é o legislador do universo.Tudo o que fere a sua santidade e os seus preceitos morais devem ser combatidos com rigor. Ele ama o homem por ser sua imagem e semelhança seja ele negro,indio,homossexual e deseja a restauração dessa imagem,mas para isso é necessario seguir o padrao de sua santidade exposto na Bíblia Sagrada à qual tem por abominavel aos olhos de Deus todas essas praticas:aborto(assassinato),uniao com pessoas do mesmo sexo(confusao) e outras do tipo