Tuesday, August 07, 2007

Site gay acusa Silas Malafaia de 'ódio homofóbico'


Site gay acusa Silas Malafaia de 'ódio homofóbico'.

Programa evangélico prega ódio homofóbico na Band

O Pastor Silas Malafaia (foto) da Assembléia de Deus, apresentador na programa Vitória em Cristo veiculado pela Band, usou preceitos “científicos” para pregar o ódio aos homossexuais em programa veiculado na manhã de sábado, 4/8. Alegou ainda que grupos gays organizados estão infiltrados nos meios de comunicação.

O pastor começou a pregação dizendo justificando seu amor pelo ser humano. “Nós evangélicos amamos os homossexuais, até bandidos nós amamos,mas concordar com suas práticas é uma outra questão. Não tenho preconceito sobre a homossexualidade, mas tenho conceito firmado.”

A partir daí evocou a ciência para justificar suas posições nos próximos 50 minutos.

“Ciências humanas dizem que quanto mais legalizar, mais ser humano se torna insatisfeito e perde referência”. “A ciência e a teologia concordam que Deus fez macho e fêmea e não uma sociedade de andróginos e bissexuais. Não existem cromossomas (sic) homossexuais, portanto essa tese é furada.”

“Querem mudar leis e valores da sociedade porque tem uma prática deturpada, imoral.

Homossexualidade é aprendida ou imposta. Ser humano imita moda, vive de modelos de imitação. Psicólogos dizem que é a maneira como a criança é criada que vai determinar se ela vai virar homossexual.”

Atacou também os grupos gays e afirmou que a mídia está contaminada por homossexuais.

“Qualquer pessoa que se oponha a prática da homossexualidade é rotulada de ignorante. As centrais de jornalismo e as novelas estão empestadas de homossexuais, eles são bem organizados e qualquer um que levante interesses contrários da comunidade homossexual é bombardeado.”

“A pressão de grupos homossexuais é tão violenta que a questão está fechada, até como ameaça da justiça.”

Visivelmente alterado, gritando com voz esganiçada fez outras afirmações abusivas.

“Quer ser prostituta, problema dela, quer ser homossexual, problema dele. Mas um erro moral nunca pode ser um direito civil.”

“A homossexualidade é uma rebelião consciente contra a criação, uma distorção da imagem de Deus.”

“Se um cheirador de cocaína pode deixar as drogas, um homossexual pode deixar a homossexualidade.”

O pastor terminou a preleção afirmando seu direito de expressar sua homofobia.

“Pode querer me processar, eu pago esse programa e tenho direito de expressar minha opinião”

Fonte: http://mixbrasil.uol.com.br/mp/upload/noticia/11_101_61837.shtml

1 comment:

Lorena said...

Sinceramente!!! O Pr. Silas Malafais não pregou o ódio aos homossexuais... as pessoas preconceituosas com os que não concordam com a homossexualidade, como quem disse que o pastor pregou o ódio, é que precisam rever suas acusações, ao invés de colocar palavras não ditas como ditas! muito cuidado! RESPEITO É OBRIGAÇÃO, CONCORDÂNCIA É OPÇÃO!!!!